domingo, 22 de maio de 2016

Os lápis de cor e a formação!

...

"Toda a instituição passa por três estágios - utilidade, privilégio e abuso."

François Chateaubriand


Não chega aprender com quem sabe. Tem de se aprender com quem sabe ensinar, com quem sabe fazer e sabe fazer ser! E não é por decreto que quem sabe passa a ter competências pedagógicas e didácticas!


Isto porque, à semelhança da formação contínua de treinadores, um dia destes poderá sair uma lei em que para se pintar com lápis de cor seja preciso fazer um curso. Sim, porque um afia-lápis possui uma lâmina e, sendo um objecto potencialmente cortante, é preciso evitar acidentes e é preciso evitar que essa lâmina seja usada com outros fins... Para além disso, um lápis bem afiado pode ser uma arma mortal (não sabiam? Claro que sabiam!!!). 12 lápis são 12 armas!!! E agora, vamos pintar com o amarelo...
Logo, só pessoas devidamente credenciadas (terão de fazer um curso e, para isso, pagar uma inscrição no mesmo) poderão pintar com lápis de cor. Claro que só poderá ministrar esse curso uma empresa devidamente certificada... Depois de terem o seu curso terão de pagar a licença de utilização dos lápis de cor e dos apara-lápis... E agora, vamos pintar com o azul...
Mas atenção: nos três meses seguintes terá de se frequentar uma acção de formação (e lá temos de novo os €, as £ ou os US$) sobre os diferentes modelos e utilizações dos apara-lápis consoante o diâmetro dos lápis... E nos seis meses posteriores uma outra acção de formação (outra vez os €, as £ ou os US$) sobre a sobreposição e a mistura de cores com os referidos lápis. Adivinhem agora quem vai dar essa formação! Claro, a tal empresa certificada, a qual irá cobrar inscrições para a acção de formação aos utilizadores dos lápis de cor... E agora, vamos pintar com os lápis todos...




Sem comentários:

Enviar um comentário