segunda-feira, 7 de setembro de 2015

Encerra-se... mas fica uma janela entreaberta!


...
Quando me empurraram, eu agarrei e puxei...

Quando me puxaram, eu aproveitei o balanço e pressionei...

Conforme o vento soprou assim icei a vela... quando vieram ter comigo e se dirigiram a mim antecipei-me... raramente me esquivei ou contornei os obstáculos...  

Quando me pisaram os calos estrebuchei, quando me pediram ajuda excedi-me...

Quando me desafiaram aceitei sempre de bom grado... quando me rejeitaram despedi-me...

Nalgumas situações singrei a pulso, sozinho, noutras tive excelentes companheiros... destes, alguns ainda permanecem!

Insurgi-me contra a subserviência, contra a manipulação, contra a passividade...

Porque eu fui o "tu" no "porque" de Sophia (sem falsas modétias, como muitos confirmarão)...

Porque foram muitos os que por aqui passaram, muitos os que apoiaram, os que aplaudiram, muitos os que discordaram, muitos os que contestaram... mas sempre muitos...

Porque o tempo se esgotou, porque os factos são factos e as suas interpretações meras subjectividades... e as análises meras perpectivas... 

Porque o desporto já não é o que era... ou talvez nunca o tenha sido... 

Porque continuamos escravos, indignados até à medula mas paralíticos até ao tutano...

E tendo-se esgotado o tempo é tempo de "karatedo.pt" dar a sua missão por terminada... 

Encerra-se assim este blog, ficando no entanto uma janela entreaberta (todas as gaiolas deveriam ter sempre uma janela entreaberta!!!).


PORQUE
Porque os outros se mascaram mas tu não
Porque os outros usam a virtude
Para comprar o que não tem perdão
Porque os outros têm medo mas tu não
Porque os outros são os túmulos caiados
Onde germina calada a podridão.
Porque os outros se calam mas tu não.
Porque os outros se compram e se vendem
E os seus gestos dão sempre dividendo.
Porque os outros são hábeis mas tu não.
Porque os outros vão à sombra dos abrigos
E tu vais de mãos dadas com os perigos.
Porque os outros calculam mas tu não.
(Sophia de Mello Breyner Andresen)




3 comentários:

  1. Acabo de chegar e... partiste.
    Meu amigo, sei que não és de desistir. Continua.
    Um amigo da Rua de Benguela.
    Sá, para os amigos íntimos. Ou Henrique.
    Oficialmente João Henrique Guedes Pinto
    PS: guardo as matracas que me ofereceste e que foram feitas pelo teu saudoso pai.
    Digo saudoso, porque em Nelas, perguntei por vós a uma pessoa que conheci recentemente e a menos que esteja enganado, disse-me que havia falecido. Meu mail jhgp@net.novis.pt
    Um abraço.

    ResponderEliminar
  2. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar
  3. Um e-mail recebido a 16 de Outubro, o qual transcrevemos com os nossos agradecimentos:

    Não nos conhecemos mas temos um amigo em comum...
    O grande Sensei José Jordão!
    Foi através do blogue dele que tomei conhecimento do seu...
    E devo dizer que fiquei fascinado com os temas abordados e principalmente da forma como foram fundamentados...
    Por vezes acontece-nos isto, "conhecemos" uma pessoa e passado pouco tempo tornamos-se admiradores dela, quase que arrisco dizer: profundos admiradores...
    É o meu caso, em relação a si...
    Parabéns pela coragem, dedicação, empenho e principalmente por essa capacidade de desmistificar assuntos mais ou menos complexos!
    "Estudei" este blogue praticamente de fio a pavio, e foi tão importante e esclarecedor para mim ( e certamente para a maioria dos que o leram ou estudaram, e participaram ), que ficam desfeitas muitas dúvidas, e que realmente neste "mundo do karate" são nos vendidas ideologias, crenças e mitos com base em mundos imaginários e contos passados de boca em boca, a que se lhes acrescenta ou retiram pontos!
    Só para esclarecer, o meu nome é Filipe Gameiro e sou um praticamente de karate shotokan ( 3° kyu ), atualmente aluno do Sensei Jordão mas já treinei noutros dojos, felizmente encontrei-o a ele e a si no meu caminho!
    Karate à parte, a maior riqueza dos vossos ensinamentos são a forma como se deve encarar a própria vida no âmbito pessoal, profissional, social e etc etc...
    Sei que não disse nada de novo, simplesmente queria fundamentar o meu OBRIGADO!
    Bem haja, e até um dia!

    ResponderEliminar